Ser Humano em plenitude, antes de ser Líder Inteligente!7 min read

Parece-nos, eventualmente, que Ser Humano é algo tão simples e óbvio para nós, que não haveria necessidade de nos focarmos nesse assunto. Contudo, pense bem, ser humano em plenitude será também tão fácil assim?

Olá Caríssimos(as) Amigos(as)!

Desejo sinceramente que este tempo seja de reflexão e avaliação constante da sua vida para que possamos, de alguma forma, gerar um mundo melhor com a nossa presença.

Tenho a pretensão de tratar, hoje, de um tema que é tão profundo quanto complexo. Contudo, isso não quer dizer que não devemos debatê-lo. Muito antes pelo contrário.

Dada a sua profundidade, amplitude e complexidade, cabe a nós, humanos, especialmente a quem tem o dever de liderar, a tarefa de refletir sobre o assunto.

Naturalmente, que a ideia de ser humano em plenitude, no contexto que estou abordando, passa, necessariamente, pelo contexto Pessoal (eu), Social (outro) e o Transcendente (Deus).

Isso porque, aqui na Conducere, um dos nossos princípios é a visão de mundo pela ótica cristã. Importante que isso fique claro para que se evite confusões e controvérsias desnecessárias.

Não quer dizer que não aceitemos outras visões de mundo. Nada disso, seria uma discriminação.

Porém, toda a nossa reflexão, por óbvio, vai partir do princípio que o ser humano em sua plenitude contempla os âmbitos: pessoal, social e transcendental.

3 dimensões para o Ser Humano em Plenitude

Creio que vale avaliarmos, primeiramente, de onde vêm a ideia, aqui destacada, de ser humano em plenitude, ou também de vida em abundância.

Vejamos este breve trecho do Evangelho de Jesus Cristo, segundo João, pois nos ajuda a direcionar e esclarecer o assunto.

O ladrão vem só para roubar, matar e destruir.

Eu vim para que tenham a vida

e a tenham em abundância.”

(João 10,10)

Quero dizer com isso que, a partir de Jesus, tomado aqui como o Bom Pastor, definimos o conceito de ser humano em plenitude ou mesmo de vida em abundância.

Dimensão Pessoal, o entendimento do eu

Não me parece à toa que estudiosos do mundo da Administração como Peter Senge destaquem a importância do entendimento do eu, ou seja, do autoconhecimento.

ser humano em plenitudeSenge destaca, em sua obra A Quinta Disciplina, o Domínio Pessoal como uma disciplina a ser desenvolvida, por exemplo.

De qualquer forma, somente o ser humano tem uma autoconsciência. Entendida aqui como a capacidade de reconhecer a sua existência e sua efemeridade.

Nesta dimensão, para qualquer pessoa que busca Ser Humano em Plenitude, surgirão perguntas existenciais inevitáveis:

Quem sou eu, de verdade?

Qual a minha missão na Terra?

O que há depois deste breve período da existência humana?

Assim, sendo exclusivamente do humano a habilidade de ter consciência de si e do mundo, cabe também a este ser, viver em harmonia com o outro.

Entenda-se “outro”, neste contexto, como todos os demais elementos naturais.

Quero dizer com isso que a essência da Dimensão Pessoal é o autoconhecimento, o auto-domínio, a autoanálise.

O que no fim das contas, é um trabalho de uma vida inteira. Ao menos para quem deseja ser humano em plenitude.

Dimensão Social, a relação com o outro

Nós, humanos, temos a habilidade de sermos seres sociais, por natureza. Ao menos a imensa maioria de nós, visto que há casos excepcionais.

Inclusive Aristóteles, filósofo grego, na primeira parte da sua obra Política, destaca que o ser humano é político por natureza. Faz ele relação entre a política e a sociabilidade do ser humano.

Segundo Aristóteles, esta característica, inclusive, deve-se ao fato de que nenhum ser humano vive totalmente isolado. Sempre haverá a necessidade do outro. Nem que este “outro” seja a própria natureza.

Porém, faço questão de destacar a importância da dimensão social para além do ser humano em plenitude.

Refiro-me à sua relação com a Learning Organization (Organização que Aprende).

Aliás, para avaliar porque consideramos essencial você estabelecer uma Learning Organization veja esta página Conhecimento e inovação para uma empresa inteligente e humana.

Perceba que desenvolver a dimensão social faz-se essencial para que possamos evoluir as seguintes disciplinas, descritas por Senge para as Learning Organizations:

  • Modelos mentais: aqui os paradigmas instalados na organização devem ser conhecidos e compreendidos por todas as partes envolvidas.
  • Objetivos comuns: a visão os propósitos da empresa ou outra organização devem ser compartilhados com o time. Sem isso, não que se falar em unidade.
  • Aprendizado em grupo: a ideia aqui é que o todo não é somente a soma das partes. Deve-se ter um alinhamento de esforços pessoais para que haja uma soma vetorial do aprendizado.
  • Pensamento sistêmico: somente há pensamento estratégico, inteligente, sistêmico, quando há integração das disciplinas anteriores. Inclusive o Domínio Pessoal.

Dimensão Transcendental, a busca pela Verdade

Avaliadas as dimensões pessoal e social, vamos tratar da busca da Verdade, que está na dimensão transcendental.

Aliás, aqui a Verdade com letra maiúscula, pois é a verdade das verdades.

Na realidade, esta busca, que se dá de forma totalmente integrada com as dimensões pessoal e a social, forja o ser humano em plenitude.

Em se tratando de busca pela Verdade e sua relação com o transcendente, um belíssimo exemplo é o de santo Agostinho de Hipona. Este que, além de santo e doutor da Igreja Católica, foi um grande filósofo e teólogo.

Vejamos, um breve trecho de uma de suas obras mais conhecidas, Confissões.

Tarde Te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova…

Tarde Te amei! Trinta anos estive longe de Deus.

Mas, durante esse tempo, algo se movia dentro do meu coração…

Eu era inquieto, alguém que buscava a felicidade, buscava algo que não achava…

Mas Tu Te compadeceste de mim e tudo mudou, porque Tu me deixaste conhecer-Te.

Entrei no meu íntimo sob a Tua Guia e consegui, porque Tu Te fizeste meu auxílio.”

Inclusive sugiro que você possa avaliar outros trechos desta bela obra, que em muitos momentos acaba sendo um diálogo aberto com o transcendente.

Além do que, outra grande pessoa que não pode ser esquecida quando se trata da relação com o transcendente e a busca pela Verdade é santa Teresa D’Ávila.

Especialmente a sua obra Castelo Interior. Nela, Teresa destaca, a partir de experiências pessoas, assim como  baseada nas obras de santo Agostinho as moradas do nosso Castelo.

Um tempo muito propício para o nosso desenvolvimento

Perceba, por gentileza, que tanto para Agostinho como para Teresa, a Verdade encontra-se em Deus e o local para nos encontrarmos com Ele é o nosso interior.

A partir disso, cabe a nós, caso desejemos ser humanos plenos, seguir pelas moradas do nosso Castelo Interior e buscar a Verdade.

Assim, quero sugerir que para além desta breve reflexão/meditação sobre o ser humano em plenitude e sua ligação com a Liderança Inteligente, possamos partir para a ação.

Além de estarmos num período de final/início de ano, para os cristãos é tempo de Advento, ou seja …

No princípio era o Verbo

e o Verbo estava com Deus

e o Verbo era Deus.

Tudo foi feito por meio dele

e sem ele nada foi feito.

E o Verbo se fez carne,

e habitou entre nós;

e nós vimos a sua glória.”

(Evangelho de Jesus Cristo segundo João 1,1,14)

Quer ampliar a discussão sobre os assuntos aqui destacados?

Sugiro para você estes dois posts:

2018, tempo de estarmos atentos e prontos para as mudanças em curso

Qual é o alicerce que sustenta uma Smart Company?

Por onde começar a nossa busca pelo ser humano em plenitude?

Como já vimos, o desenvolvimento do ser humano em plenitude e por consequência da Liderança Inteligente, tem 03 dimensões.

Talk Show: aprendizagem, conhecimento e inovação

Freepik.com com alterações da Conducere

Nós desenvolvemos um Talk para ser levado para a sua organização, com o intuito de darmos o primeiro passo nesta direção.

Trata-se do Talk Show Intelligent Leadership: aprendizagem, conhecimento e inovação.

Ele foi desenhado para você e seus pares, mas pode muito bem ser personalizado para comportar a participação do seu time também.

Caso assim deseje, por favor, fale conosco.

Pois muito bem, vamos encerrar por aqui esta nossa breve reflexão com a certeza de que podemos evoluir muito rumo ao ser humano em plenitude.

Um grande abraço.

Créditos:

Texto: Jocelito André Salvador

Imagem destacada: Freepik.com

Compartilhe:

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

Inteligência Espiritual e Inteligência Corporativa... Olá Caríssimos Amigos e Irmãos na Missão de Liderar!Aproveito o nosso espaço Homines Formatam de hoje para compartilhar e refletir com vocês s...
Como Uber e Cabify aplicam a sua Inteligência Corp... Inteligência corporativa da Uber e Cabify: uma análise sobre as estratégias do modelo de negócio, inovador e disruptivo, destas empresas. Experiência...
Você lidera assim: #partiumudar, mas, veja bem, &#... Tenho destacado aqui, especialmente nas últimas edições deste espaço, algumas experiências da vida pessoal e/ou profissional. Hoje não será diferente....