Sem equipe não adianta, a inovação não acontecerá!6 min read

Sem equipe não adianta! Será mesmo? Será possível imaginarmos um projeto e desejarmos executá-lo completamente a sós? E se recorremos à tecnologia, aquela de ponta, será que conseguiremos fazer sem o apoio de outras pessoas?

Sem equipe não adianta

Olá Líder Inteligente!

Sempre é muito oportuno e gratificante dividir com vocês estas edições do Homines Formatam!

Estamos em um tempo favorável! Para nós cristãos, é Quaresma, ou seja, um tempo de preparação e espera. Além disso, estamos no último mês do primeiro trimestre do ano. Um tempo propício a inovar e evoluir em nosso ecossistema empresarial.

líderes míopes desempenham suas atividades sem equipeNão nos tornemos líderes míopes que se auto intitulam águias. Parafraseando Zaratustra, não queiramos ser águias se não possuímos a coragem de fazer seus ninhos sobre os penhascos.

O que você pensa sobre o trabalho de equipe e o sem equipe?

Para nos ajudar neste artigo, recorro à Liturgia Diária. Para acessá-la, clique aqui!

Fazer qualquer coisa sem equipe não adianta!

O contexto em que esta frase foi tirada é o seguinte:

Dois sócios de um restaurante tinham produtos bons, clientes fiéis, colaboradores comprometidos e eles estavam engajados e motivados. Contudo, ninguém se entendia, o negócio não prosperava e estavam a ponto de fechar o estabelecimento.

Bastou dois dias de observação para encontrar o problema: era uma empresa sem equipe! Sem trabalho em equipe.

Havia dez pessoas diariamente se relacionando em um espaço limitado. Contudo, cada um fazendo o que pensava que deveria fazer, sem um olhar sistêmico e com processos bem definidos.

Por isso mesmo, ao criarmos o programa de desenvolvimento Intelligent Team, tivemos a cautela de o estruturarmos em cinco fases:

Cada fase, está enraizada nos conceitos da lifelong learning (aprendizagem continuada) e de tecnologias ativas, inovadoras e imersivas para o desenvolvimento perene das competências humanas.

Times com necessidade e exigência de alta performance, são atendidos pelo Intelligent Team!

A liderança sem equipe consegue inovar?

Em 2 Reis 5,1-15 , conta-se a história de Naamã o Sírio. Ele se indignou que o profeta Eliseu mandou que se lavasse no Jordão para curar-se.

Naamã teve este comportamento, pois esperava que fogos de artifícios fossem lançados e que ele, sem o menor esforço, livrasse-se da lepra.

Todavia, quando ele estava voltando à Síria, sua equipe apelou para o seu bom senso, pedindo que ao menos tentasse. Com este voto de confiança, na equipe, o milagre aconteceu.

Jesus Cristo, o maior Mestre e Guia, poderia ter realizado tudo sozinho. Ele é Deus, então não precisa do apoio das pessoas.

Contudo, Ele não só decidiu escolher doze mais próximos, assim como capacitar estes e muitos outros que se aproximavam, como até hoje pede nossa ajuda para realizar grandes obras.

Lembra-se do caso do restaurante? Estes líderes tinham duas escolhas, resolviam começar a trabalhar em equipe ou naufragariam sem equipe.

As pessoas na organização, o grande diferencial!

Temos como convicção, aqui na Conducere, que nada é possível sem as pessoas.

Sem as equipes não há mudança, inovação, crescimento e novas ideias. Tudo depende do comprometimento, dedicação, engajamento e das oportunidades de evoluir.

Todavia, isso não é um discurso apenas nosso. Muitos líderes e “influencers” defendem esta certeza, qual seja, que nada acontece sem as pessoas.

Visualizando rapidamente uma de minhas redes sociais nesta data, veja algumas manifestações:

Deus, que não se deixa superar em generosidade, utiliza-se de você e de mim para ajudar os irmãos. (Papa Francisco)

Uma diversidade de experiências e formas de pensar é mostrado para trazer benefícios positivos para uma organização como um todo. Juntamente com a inteligência emocional, o resultado é um local de trabalho mais aberto, colaborativo e eficaz. (Daniel Goleman)

sem equipes e líderes inteligentes o mundo corporativo fica tóxicoVivemos numa época em que o nosso planeta, o nosso inteiro social, e a essência da nossa humanidade estão ataque. (Otto Scharmer)

Nesta mesma linha do Otto Scharmer (“pai” da Teoria U), o Jocelito nos trouxe um artigo muito envolvente chamado: Um antídoto para a toxidade no mundo corporativo, a Liderança Humana.

Caso não tenha lido ainda, fica a sugestão para seu aprofundamento no tema.

Liderança Humana e Inteligente, sem equipe?

líder sem equipe não é inteligente nem inovadorPara você que nos acompanha, o tema liderança humana, inteligente inovadora e aprendiz, já não é novidade, estou certa?

Temos defendido este contexto, pois há uma onda que tenta de todas as formas tirar a variável “elemento humano” da equação “sucesso empresarial”.

Pessoas com as convicções sectaristas de teoria da firma, negócios com modelos de “pirâmides” e ganho a curtíssimo prazo, cada vez mais incutem a dispensabilidade das equipes, para  ser a empresa seja próximo “unicórnio”.

Nós sabemos e sustentamos a necessidade e importância da tecnologia. Pessoalmente, tenho minha especialização nesta área, por me identificar plenamente com ela.

Porém, o equívoco está na forma de trazê-la para si. A tecnologia deve ser vista com um meio para atingir e conseguir algo. Ao enxergamos como um fim, início ou razão de ser, todo o restante, inclusive as pessoas, tornam-se dispensáveis e inúteis.

Dessa forma, isto é, criando modelos mentais e cenários onde a tecnologia é o propósito maior, a organização não consegue ser humana, inteligente, inovadora e aprendiz. Em outras palavras, não é possível ter uma Smart Company.

Organizações que aprendem exigem novas formas de liderar

Desde que Peter Senge cunhou o termo Learning Organizations (Organizações que aprendem) e suas cinco disciplinas, houve a busca maior por novas formas de liderar.

Construir uma organização que aprende, propiciando um ambiente de contínuo fluxo de inovação e conhecimento, necessita de líderes e times “emoldurados” nesta nova visão de estratégia.

sem equipes não há mudançasLíderes que pensam: #partiumudar, mas veja bem, ‘é bom ficarmos aqui’? não conseguem realizar as funções primordiais da liderança inteligente.

Empresas sem equipes, não farão qualquer mudança ou inovação. Não é possível, pois o ecossistema empresarial é sistêmico.

Qualquer movimento, por menor que seja, afetará e impactará (positiva ou negativamente) alguma parte do todo que este se relaciona.

Por isso, desenvolver líderes inteligentes e times inteligentes é tão importante e benéfico!

Temos certeza que você pode fazer toda a diferença!

De qualquer forma, podemos conversar mais sobre Aprendizagem, Conhecimento e Inovação e como implantar/implementar estes conceitos na sua organização!

Fique no amor de Deus, Maria e José e seja sempre um agente de transformação!

Créditos

Texto: Valeska S. Fontana Salvador

Imagem em destaque no Blog: Freepik.com

Compartilhe

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

O Design Instrucional mudou a Segunda Guerra, quer... O design instrucional é uma ferramenta poderosa para a aprendizagem do capital humano. Sua metodologia dinâmica e facilmente aplicável, inova o aprend...
Conducere Entrevista: líderes que formam gente Líderes que formam gente: isto é para vocês! Com este título, o CEO da Conducere nos chama à reflexão sobre liderança.O que é ser líder? Qual é o ...
O seu grande momento chegou, e agora? Olá Povo de Deus!Desejo que todos estejam muito bem, na Paz de Jesus e no Amor de Deus!ACI DigitalHoje, a Igreja Católica lembra de M...