O ano termina e quem você quer ser em 2017?3 min read

O que esperar para 2017?

Já chegou o Natal!

Pois então, estamos nos aproximando do final de mais um ano, não sem antes passarmos pelo Natal. Sim, Natal com letra maiúscula, pois não é uma data qualquer, ou ao menos não deveria ser.

Obviamente, você pode dizer, e com toda razão, é Natal para os cristãos, não necessariamente para as demais pessoas.

Naturalmente que sim, mas que tal aproveitar o Natal para também renascermos em nossos propósitos, objetivos, valores e assim crescermos, efetivamente, como pessoas e profissionais?

Sei que você faz isso diariamente, de uma forma ou de outra, pois está sendo, quase que literalmente, uma “briga” manter-se ativo e economicamente viável no mercado de hoje.

Não que tal regra se aplique a todos nós, pois, como costumo dizer, o dinheiro e o poder econômico do mundo não desaparecem da noite para o dia, eles apenas se concentram mais ou menos nas mãos de algumas pessoas.

2017De qualquer forma, crendo você ou não que um menino nasceu em Belém da Judéia e a partir daí mudou a história da humanidade, convido-lhe, ao menos por algumas horas, neste período de festas e confraternizações, a olhar as pessoas e o mundo que lhe cerca com mais atenção do que você normalmente faz isso.

Então, será interessante se perguntar, bem sinceramente:

  • Estamos crescendo como seres humanos?
  • Estamos evoluindo positivamente, nos tornando mais inteligentes, mais produtivos, mais capazes, mais generosos, mais honestos, mais sábios, enfim, seres humanos no sentido mais amplo e profundo da palavra?
  • Queremos ser exatamente assim durante todo o próximo ano?

E 2017, como será?

Tenho convicção também de que você pode considerar que isto é apenas filosofia barata, que isso não vai lhe ajudar a manter o seu negócio, ou mesmo a manter o seu emprego ou quem sabe encontrar algum.

De qualquer forma, apenas analise, com muita tranquilidade: quem está administrando a sua vontade, os seus planos, os seus negócios?

Será o medo de perder o seu status, o seu poder, o seu emprego, o seu dinheiro, a sua dignidade?

Sendo este o seu caso, não há problema algum, este é um sentimento extremamente humano e nos preserva de muitos perigos.

Contudo, lhe proponho a pensar além dos seus medos, desconfortos e incertezas:

  1. O que você quer para você, sua família, seus filhos e netos agora e no futuro?
  2. O que você está fazendo para que o mundo seja um pouco melhor a partir da sua intervenção direta e indireta?
  3. Será que realmente você é tão insignificante que não pode mudar a vida de ao menos uma pessoa que está próxima de você?

Pense nisso e se considerar que faz algum sentido para você, conte comigo durante o próximo ano, pois creio sinceramente que podemos ser agentes de transformação das pessoas, das empresas e da sociedade.

Maranathá!

Um grande e fraterno abraço e ÓTIMAS FESTAS PARA VOCÊ!

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

Planejamento estratégico: ferramenta para o Líder ... Conversaremos hoje sobre o planejamento estratégico e seu apoio para o Líder Inteligente!Olá Povo de Deus!O planejamento estratégico é uma...