Líderes inteligentes incentivam a aprendizagem do seu time!3 min read

Líderes inteligentes

Estimados(as) Líderes:

Um grande prazer pela oportunidade de estar com vocês!

Hoje, trazemos para vocês uma breve reflexão, que está baseada numa passagem do Evangelista Mateus, onde Cristo, mais uma vez, age como um educador de adultos, aplicando conceitos da andragogia, da heutagogia e da pedagogia.

Vamos ver:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos.
Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras.
Não sejais como eles, pois vosso Pai sabe do que precisais, muito antes que vós o peçais.

Vós deveis rezar assim: Pai Nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus.
O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.
Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.
E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal.
De fato, se vós perdoardes aos homens as faltas que eles cometeram, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará.
Mas, se vós não perdoardes aos homens, vosso Pai também não perdoará as faltas que vós cometestes.

Evangelho – Mt 6,7-15

Jesus, líder educador

Vamos a algumas considerações, que demonstram que Jesus age como um líder educador e conhece sua audiência, seu time:

  1. Ele utiliza exemplos da vida real, e conhecida pelas pessoas, para gerar aprendizagem, de verdade. Perceba que Ele utiliza o exemplo de como os pagãos costumavam se comportar.
  2. Ele ensina as pessoas, a partir do exemplo da vida, como devem agir. Neste trecho que estamos analisando aparece o seguinte: “Quando orardes, não useis muitas palavras”.
  3. Cristo, muito além de ficar utilizando muitas palavras, como Ele mesmo diz para não utilizar, procura ensinar as pessoas pelo próprio exemplo de vida.
  4. Jesus indica como as pessoas devem agir, neste caso ao se relacionar com Deus, mas não diz que seja a única forma de fazerem isso, pois compreende que as pessoas sejam inteligentes o suficiente para saber como devem agir no seu dia a dia. Claramente, Cristo está utilizando conceitos da andragogia, ensino de adultos, mesclando com a pedagogia.
  5. Jesus incentiva a autoaprendizagem, ou seja, utiliza conceitos da heutagogia, por saber que adultos não precisam ser guiados em todos os momentos, como crianças (pedagogia). Isso fica claro quando Ele utiliza exemplos da vida real, dá seu ensinamento, demonstra uma oração a ser realizada, mas em todos os momentos incentiva que os seus discípulos, seu time, possa continuar aprendendo por conta própria.

Sejam líderes inteligentes, educadores(as)

Assim, Queridos(as) Líderes, no nosso dia a dia, agimos como Líderes Educadores ou agimos como autoritários, egoístas e considerando-se superiores às demais pessoas?

Acreditamos nos conceitos de aprendizagem, conhecimento e inovação?

Acreditamos que as pessoas são inteligentes, de verdade?

Você como líder tem incentivado a aprendizagem das pessoas da sua equipe sem ter medo que venham a conhecer mais do que você?

Você tem incentivado a criação de novos conhecimentos para você e seu time?

Você tem incentivado que ocorra inovação, real, no seu time ao dar espaço para que as pessoas opinem, colaborem, mesmo que as ideias delas não sejam as mesmas que as suas?

Pensem nisso, sigam o exemplo de Cristo com o seu time, e sejam Líderes Inteligentes!

Fiquem em Paz!

Áudio para nossa meditação


Créditos

Texto e narração: Jocelito André Salvador

Evangelho: http://catolicoorante.com.br

Edição e mixagem: Conducere Atelier

Músicas: Comunidade Shalom

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

A sabedoria que gera uma copiosa colheita! Estou seguindo juntamente com minha amada sócia e esposa, Valeska, um caminho de discernimento espiritual e de conhecimento muito profundo nos últ...
Moisés, um líder inspirador! Caríssimos(as) Líderes: Sempre um grande prazer poder fazer este contato com vocês! Hoje, quero refletir com vocês sobre a figura de Moisé...
Poder transformador do diálogo: vocês se comunicam... Alguém rejeita o poder transformador de uma boa conversa?Quantas vezes o "não se envolver" prejudicou o atingimento das metas e dos objetivos estr...