Líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores9 min read

Líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadoresTemos trazido em vários posts nos últimos meses a visão quanto à necessidade de sermos líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores. A mais recente pesquisa publicada pela agência OXFAM e apresentada aos líderes no Fórum Mundial em Davos, comprova essa exigência de liderarmos de uma forma a pensar mais no todo do que apenas no benefício de cada um.

Vivemos em um planeta que está clamando por ajuda! A cada dia temos mais certeza de que as ações de um interferem diretamente no resultado do outro. Então, façamos nossa parte e aprendamos a ser líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores.

Líderes inteligentes, humanos e inovadores – Por que você deve ser um deles?

Olá Gente Boa!

Um feliz e muito abençoado 2018 para todos nós!

Ao iniciarmos um novo ano, parece-nos ser um momento dos mais propícios para avaliarmos nossas práticas e modelos mentais.

líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores - tópicosFoi justamente pensando nisso que nós bolamos um breve post para tratar dentre outros assuntos de:

1. Inteligência, humanidade e inovação: qual é a razão destes conceitos andarem juntos.

2. Agenda 2030 da ONU: fizemos uma relação direta entre a agenda de sustentabilidade da ONU (Organização das Nações Unidas) e o que definimos como Intelligent Leadership.

3. Filosofia da mente, aprendizagem, criação do conhecimento e inovação: como nossos modelos mentais e paradigmas impactam o processo de gestão da liderança. Como aprendemos? Como criamos conhecimento? Como isso impacta na inovação?

Além destes aspectos falamos de assuntos, os quais devem ser do seu interesse.

Quais são os desafios que justificam a necessidade da liderança inteligente, humana e inovadora?

 A partir de uma pesquisa da empresa de consultoria global PwC sobre os principais desafios para os líderes do século XXI, fazemos uma relação direta com a Liderança Inteligente, Humana e Inovadora.

Formar uma equipeQuais são as vantagens em ser líderes inteligentes, humanos e inovadores?

Destacamos, especialmente 05 pontos de vantagem em ser um(a) líder com tais características.

Dentre as vantagens de ser líderes assim, há aspectos pessoais, profissionais, mas que também agregam valor direto às empresas.

Líderes inteligentes, humanos e inovadores contribuindo para o desenvolvimento sustentável do planeta

Neste ponto fazemos uma relação direta com a Agenda 2030 da ONU. Dentre os 17 objetivos estratégicos, destacamos o objetivo 4, que trata de Educação, e o objetivo 9. Este trata de industrialização e fomento à inovação.

Em 2018, vamos construir uma Liderança Inteligente, Humana e Inovadora

Intelligent Leadership - Desenvolvimento de LíderesPara contribuir diretamente com você neste processo de formação criamos duas abordagens distintas na Intelligent Leadership (Formação para Líderes Inteligentes):

PERSONAL: criada para o desenvolvimento individual, intimista e exclusivo.

Está fundamentada no método do e-Mentoring, contando com a modalidade blended learning e tecnologias inovadoras para garantir a melhor experiência de aprendizagem.

CORPORATE: neste caso, a formação toda acontece em grupo. A ênfase está no método do Colloquium Corporativo.

Tal método, por óbvio, utiliza tecnologias inovadoras pensadas para um público adulto. Isso quer dizer que utilizamos conceitos da Andragogia e da Heutagogia.

Caso queira conhecer mais sobre o processo de formação Intelligent Leadership, basta visitar a nossa página.

Além do que, vale a pena acompanhar como pensamos tal processo de formação:

Liderança na Era do Conhecimento from Conducere on Vimeo.

Agora, nosso convite para você acompanhar o post completo Líderes inteligentes, humanos e inovadores: porque são tão importantes!

Sejamos sempre líderes aprendizes

Talento para ser um líder aprendiz

Google Imagens

Recentemente lemos um artigo chamado a nova era da aprendizagem e do desenvolvimento. Caso queira acessar está aqui The New Era of Learning and Development Is Here.

O artigo escrito por Rhucha Kulkarni, traz uma reflexão sobre a importância da aprendizagem e do desenvolvimento humano, e como o board da empresa deve “comprar” este processo como sendo altamente estratégico.

Muito relevante, é dizer que num processo inovador, estratégico e alinhado com a Economia do Conhecimento, conceitos como treinamento e recursos humanos já estão deveras ultrapassados. Infelizmente, ainda muito comuns no Brasil.

Em uma época onde a colaboração, a aprendizagem, as tecnologias imersivas e os negócios disruptivos são correntes no nosso dia a dia, precisamos urgentemente fomentar e praticar o desenvolvimento integral do ser humano, criando um ambiente propício para este desafio.

Bons líderes são bons aprendizes

lideres aprendizes e seu time

Freepik.com

Além disso, outro artigo que chegou em nossas mãos, e que faz relação com este assunto, traz o título de “Good Leaders Are Good Learners“. Neste, a HBR demonstra a pesquisa de Lauren A. Keating, Peter A. Heslin e Susan J. Ashford.

Fato é que todos já nos demos conta de que a forma das relações no mundo dos negócios, bem como as interações entre os atores da cadeia de valores mudou de maneira drástica nos últimos tempos.

O próprio unicórnio – Silicon Valley – já está sendo alvo de críticas e de estudos para demonstrarem o quanto suas práticas prejudicaram, e continuam prejudicando, o restante do mundo, com suas políticas predatórias e antissociais.

Além disso, a dinâmica das informações, bem como seu fácil acesso, está sendo utilizada por algumas empresas e pessoas, mesmo que sem a intenção para tal, de forma errônea e prejudicial.

Tecnologias a serviço do desenvolvimento dos líderes aprendizes e equipes

Um exemplo disso são as tecnologias para o desenvolvimento das lideranças e equipes. Veja que a tecnologia, por melhor que seja, em não havendo um planejamento básico no seu uso, na melhor das hipóteses, pode gerar apenas uma perda significativa de valor monetário. Digo na melhor, pois ao levarmos em conta a frustração e o péssimo resultado nas entregas que os submetidos a ela terão, o valor certamente é aumentado e muito.

Por isso mesmo, é muito importante esclarecermos: líderes aprendizes são aqueles que “sabem que não sabem”. A sua vida é um processo contínuo de aprendizagem. Sim, um processo, pois está em constante atividade.

Líderes aprendizes inteligentes, humanos e inovadores, não relacionam as pessoas que estão a sua volta como peças de xadrez ou simples engrenagens. Estes líderes sabem que o ser humano é movido por suas paixões, desafios e demais sentimentos. Não por métricas, ameaças e inseguranças.

Líderes aprendizes - empresa inteligente, humana e tecnológica

Anteriormente, comentávamos sobre a tecnologia e o seu uso. Líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores sabem que a inteligência artificial, por exemplo, é uma ferramenta extraordinária para agilizar o encontro de um dado relevante.

Entretanto, tais líderes tem a total ciência que a sua interpretação pessoal vai muito além de um simples algoritmo padronizado em um sistema.

Intelligent Leadership – programa para formação de líderes inteligentes

Pensando em tudo isso, criamos o programa de formação Intelligent Leadership.

Ele não é apenas mais um programa para desenvolver líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores, mas sim um ferramental que oportuniza aos que o fizerem, o entendimento de si mesmos (autoconhecimento), do outro (dinâmica das relações) e com o transcendente (propósito e legado).

Vale lembrar que o Intelligent Leadership, possui em sua base ligação com a Agenda 2030 da ONU, o quadrante sobre o aprendizagem da UNESCO, a teoria da criação do conhecimento de Nonaka e Takeuchi, a Teoria U de Otto Scharmer, o pensamento sistêmico de Peter Senge, além das inovações assertivas para o desenvolvimento humano.

A propósito, quando desenhamos o programa de formação Intelligent Leadership, definimos duas abordagens: a PERSONAL, e a CORPORATE.

Vamos conversar para verificar qual melhor se adequa à sua realidade?

Esteja preparado(a) e apto(a) para esta nova dinâmica e seja sustentável e perene em seus desafios para 2018 e anos vindouros.

Líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores criam soluções que diminuam as desigualdades

OXFAM

Google Imagens

A pesquisa realizada pela organização britânica OXFAM e entregue como relatório no Fórum Econômico Mundial em Davos, trouxe informações relevantes sobre como a forma de conduzirmos nossas empresas, afeta toda a economia social, gerando grandes desigualdades.

Veja alguns dados desta pesquisa da OXFAM

Remuneração igualitária. Para que homens e mulheres sejam remunerados igualmente, em virtude de seu cargo na empresa, continuando no ritmo atual, necessitaremos de 217 anos.

Aumento nas desigualdades. Uma pessoa que recebe um salário mínimo no Brasil, precisariam trabalhar 19 anos, sem gastar nem um centavo, para receber o que os mais ricos recebem é muito um mês.

– “Dinheirocracia“. Quanto mais rico você é, mais tem poder de influência sobre a política e economia. Desta forma, através de relações de clientelismo, manipula regulações e legislações amo seu favor.

–  Tributação sobre a renda.1,5% de tributação sobre a renda dos mais ricos seria suficiente para manter todas as crianças na escola.

Base da pirâmide “comprometida”. A base da pirâmide social não está conseguindo crescer. Isso irá refletir mais adiante na economia. Pessoas terão que trabalhar mais cedo, não estudar e por consequência não melhorarão suas condições de vida para fazer a economia gerar, dependo sempre do governo para sobreviver.

Disparidade econômica. Existem CEOs que recebem 300 vezes mais que a média salarial das organizações.

Retorno extraordinário a qualquer custo. O foco de várias empresas de sucesso e rentáveis é distribuir altos dividendo entre os acionistas e pagar baixos salários para os funcionários.

Poderíamos citar mais dados que refletem como as mas lideranças contribuem para as desigualdades. Contudo, caso deseje ler a entrevista com o coordenador de pesquisa da ONG OXFAM Georges, acesse aqui!

Líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores se comprometem com a mudança 

legado dos líderes aprendizes

Freepik.com

Que legado você líder gostaria de deixar para as próximas gerações?

Através da nova economia e da Era do conhecimento, mudanças sutis quanto à forma de ver o negócio estão aflorando. De qualquer forma, o exemplo oriundo do líder e sua maneira de se relacionar, imprimem Conselho s e caminhos possíveis para o novo time.

No nosso programa do Intelligent Team, buscamos criar estes laços e encontros entre equipe e líder. Um fio condutor que atenda e entenda esses clamores por condições mais justas e igualitárias.

Alterar relações de poder nem sempre é fácil. Contudo, líderes aprendizes que aceitam abrir-se para o novo, em prol de um ambiente mais sustentável, comprometem-se e criam oportunidades de mudanças e melhorias.

Comprometa-se você também!

líderes aprendizes ajudam

Conheça o Programa social da Conducere Homines Auxilium e nos ajude a ajudar!

Créditos

Texto: Valeska S. Fontana Salvador e Jocelito André Salvador

Imagem em destaque no post: Freepik.com

Compartilhe

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

Realidade Virtual: solução de todos os problemas d... A realidade virtual (VR) é uma tecnologia ativa que se utiliza de elementos computacionais para criar um ambiente passível de interação. Além da sua u...
O que a Olimpíada 2016 nos ensina sobre Educação C... Como o quadro de medalhas das Olimpíadas 2016 ajudam a demonstrar a importância da educação corporativa?Os jogos olímpicos deste ano recém termina...
Qual é o propósito dos processos da sua empresa? Processos, regras, metodologias e normas, não há uma organização que as dispense. Esse aparato de orientação é essencial para o bom funcionamento de q...