Liderança inteligente: um estudo de caso3 min read

Olá Pessoal!

Desejo sinceramente que todos vocês estejam realmente muito bem!

Hoje quero falar sobre um case de aprendizagem, de liderança inteligente, a qual privilegia a capacidade das pessoas do time de criar novos conhecimentos.

Pois bem, o texto que vamos trabalhar como referência vem do Evangelho segundo Mateus 13,36-43.

Por gentileza, queiram acessar este texto para que possamos juntos fazer o estudo deste caso e avaliar quais são os principais pontos que definem que há uma liderança inteligente, ou não.

  1. O líder privilegia a educação da sua equipe

Fica evidente a preocupação de Jesus em educar o seu time de discípulos, fazer com que compreendam a sua mensagem, suas ideias, seus pensamentos.

O que vem imediatamente antes do trecho que estamos analisando demonstra que enquanto Jesus estava “palestrando” para as pessoas que o procuravam, a sua equipe estava com Ele. A equipe estava aprendendo junto com as demais pessoas.

  1. O líder não trata sua equipe como multidão, mas conhece a cada um

Porém, além de participar da “palestra” de Cristo, a equipe de discípulos também teve um momento especial. Teve a oportunidade de fazer um Mentoring com Cristo para sanar as suas dúvidas ou ao menos esclarecer alguns detalhes, que lhes parecia relevantes.

  1. O líder utiliza de diversas tecnologias educacionais para facilitar a aprendizagem

Perceba, por gentileza, que ao menos duas tecnologias foram empregadas para gerar aprendizagem neste caso.

A primeira é a “palestra” que foca um público-alvo, mas não diferencia indivíduos, pessoas, e sim trata todos como iguais.

Já a segunda tecnologia empregada foi a do Mentoring, mesmo que em grupo. Isso porque Jesus vai dando detalhes para o seu grupo de discípulos sobre o que havia transmitido apenas em linhas gerais quando focou num público mais amplo e disperso.

Também poderia citar: grupo de discussão e storytelling.

  1. O líder utiliza metáforas para criar conhecimento no time

Uma importante técnica utilizada para fazer a conversão do conhecimento tácito (de difícil expressão verbal) para a o conhecimento explícito (aquele que é codificado através da linguagem, de textos etc.) é exatamente a metáfora.

Naturalmente, Jesus tem a preocupação de utilizar elementos que sejam familiares para o seu time, neste caso o trigo e o joio.

  1. Há um objetivo a ser atingido e o líder vai demonstrando o caminho a ser seguido

Obviamente, que utilizar metáforas e não deixar claro o objetivo a ser atingido com o processo educacional não faz sentido algum.

Assim, perceba que a metáfora está aplicada junto com o storytelling, ou seja, há uma história contada com início, meio e fim e uma “moral da história”.

Pois então, você conseguiu identificar alguns elementos da liderança inteligente neste breve estudo de caso?

Quer saber mais?

Temos duas sugestões para você:

  1. Fazer uma capacitação on-line individual: Intelligent Leadership: Conhecer
  2. Promover um Talk Show com o seu time: Intelligent Leadership: aprendizagem, conhecimento e inovação.

Fique com Deus e até a próxima oportunidade!

Abraços fraternos.

Crédito

Texto: Jocelito André Salvador

Imagem Homines Formatam: Coducere Inteligência Corporativa

Imagem destacada: Freepik.com

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

Fidelidade, Prudência e Inovação: é possível conci... A nossa reflexão/meditação de hoje passa por três temas muito relevantes: Fidelidade, Prudência e Inovação, eis o nosso tema central.A nossa r...
Qual é o alicerce que sustenta uma Smart Company? O alicerce é um dos principais itens de qualquer construção. É ele quem fornece as bases e fundamentos para suportar todo o peso que está por vir. Qua...
A busca sábia e a insana pela perfeição do Ser Olá Pessoal! Desejo que cada um de vocês esteja em Paz! Hoje, quero refletir com vocês sobre superação, determinação, evolução constante, ...