Inteligência artificial: será que seremos extintos?6 min read

inteligência artificial

Olá Povo de Deus!

Pedimos que o Espírito Santo nos conceda os dons da inteligência, sabedoria e do discernimento para este Homines Formatam.

Você não está lendo errado, nem é uma peça de marketing onde o título não tem a ver com a redação, ou mesmo um título de impacto para que você gere engajamento nas nossas redes e depois se frustre com o que está lendo.

Hoje, vamos conversar sobre a inteligência artificial na nossa meditação diária para Líderes Inteligentes!

A propósito, tudo isso será apresentado sobre o prisma da doutrina e tradição católicas, combinado? Afinal, essa é a espiritualidade da Conducere, bem como a profissão de fé de seus dirigentes.

Inteligência humana x Inteligência Artificial

Criação do homem por Michelangelo

Fonte: Google Imagens

Para iniciar nossa narrativa, convido-lhe a refletir estes versos do Salmo nº 8:

[…] que é o homem, para dele te lembrares, […] E o fizeste pouco menos que um deus, coroando-o de glória e beleza. Para que domines as obras de tuas mãos, sob seus pés tudo colocaste. (Sl 8,5a.6-7)

Também, vou trazer para nossa conversa um grande profeta, Isaías:

[…] espírito de sabedoria e de inteligência, espírito de conselho e de fortaleza, espírito de conhecimento e de temor de Iahweh: (Is 11, 2-3)

Dos dons nos dados pelo Espírito Santo, além dos seis descritos por Isaías, temos ainda a piedade.

Talvez você ainda não esteja entendendo onde quero chegar com isso, mas continue comigo por mais algumas linhas!

O que é a inteligência artificial?

Algoritmos

Freepik.com

Simplificando ao máximo possível, poderia dizer que é a possibilidade de uma máquina, construída pelo homem, através de dados fornecidos, pelo homem, gerar um algoritmo (espécie de variável), que seja capaz de fornecer, ao homem, resultados mais rápidos e eficazes, do que a mente humana consegue processar.

Por exemplo, uma pesquisa em qualquer buscador web (Google, Bing,…) sobre um assunto, lhe fornecerá tópicos relacionados em quantidade e rapidez superiores a você ir até uma biblioteca e buscar nos sumários dos livros o conteúdo de seu interesse.

Não estou entrando no mérito da qualidade apresentada, pois afinal, isso também exigirá do homem avaliar o que é relevante ou não do material encontrado.

Você percebe que a inteligência humana está presente em todos os três parágrafos descritos acima?

O poeta Mário Quintana nos brinda com seu humor através dos famosos versos:

A preguiça é a mãe do progresso; se o homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda.”

Os limites da inteligência humana

Inteligência humana

Fonte: Google Imagens

Deus dotou o ser humano de inteligência. São bilhões de neurônios e seus processos em nossos cérebros diariamente criando conhecimento e nos fazendo inovar e aprender.

Caso não existisse a inteligência do ser humano, a inteligência artificial, que diminui o “caminho das pedras”, não seria possível. Assim como não seria possível também a cura e/ou tratamento de tantas doenças, os meios de transportes, a robotização que nos auxilia em tarefas diárias (computadores, eletrodomésticos, automóveis,..).

Todavia, além da inteligência, o homem foi dotado de ética, moral, discernimento, bondade, inteligência espiritual e emocional, empatia, entre outras. As máquinas não possuem tais sentimentos que são indispensáveis para o convívio social, as relações para com o outro, as possibilidades de evolução e inovação.

Como a inteligência humana está utilizando a inteligência artificial?

o uso da inteligência artificial

Fonte: Google Imagens

Vemos muitos bons exemplos. O Watson da IBM, a Siri da Apple, a Cortana da Microsoft, a aplicação de atendentes virtuais em sites de compras, apenas citando alguns exemplos.

Hoje mesmo, nas redes sociais comentava-se sobre a integração entre Alexa (Amazon) e Cortana (Microsoft).

Entretanto, há algumas pessoas dotadas de inteligência e conhecimento, que estão entrando em uma seara que fere o ser humano. Estas mentes, através da construção de aplicativos e teorias, mesmo que indiretamente, vêem, entendem e consideram homens e mulheres como seres descartáveis e elimináveis. Estes, no modo de ver de algumas pessoas, são complicadores e atrasadores do sucesso e da escalabilidade financeira.

Estamos realmente na era do conhecimento?

Recentemente, li uma reportagem sobre uma Startup que criou uma “solução para os erros do RH”.

Acredito que todos concordamos que está havendo atrocidades nos processos de recrutamento e seleção e mesmo no desenvolvimento de pessoas. Já comentamos sobre essas práticas errôneas no ambiente da aprendizagem e criação/gestão do conhecimento em outros posts.

Ocorre que precisamos analisar até que ponto substituir o lado humano pelo mecânico é evoluir ou retroceder. Perceba que este é um pensamento da era industrial, onde havia uma classe de pessoas que pensavam e diziam o que as outras deveriam fazer e, quando estas não eram mais qualificadas, aos olhos do lucro, eram trocadas.

Inteligência e modelos disruptivos

Outro termo que está em voga são os modelos disruptivos. Todavia, sem a inteligência humana, a disrupção passa ser um processo onde alguns poucos ganham em detrimento de muitos que trabalham. E isso não é um princípio cristão e nem moral.

A inteligência artificial é um recurso de grande ajuda para o ser humano. Assim como as demais tecnologias, há algumas pessoas que a utilizam para o bem, outras para o benefício próprio.

De qual lado você e sua empresa estão?

Substituição do homem pelas máquinas?

Homem e a máquina

Fonte: Google Imagens

Parece até enredo do Exterminador do Futuro!

Acredito que não há como substituir o homem, pois a presença do ser humano, em algum momento, em todo este processo da inteligência artificial é inevitável.

Todavia, nós enquanto seres humanos, dotados de tantos dons, feitos um pouco abaixo de um deus, estamos contribuindo para a evolução das pessoas ou mergulhando na ganância e egoísmo?

O que de fato estamos fazendo com a inteligência que Deus nos dotou?

No Evangelho de hoje (Mt 23,27-32), Jesus repreende os Escribas e Fariseus por dizerem uma coisa e fazerem outra.

Desejo que possamos, em nosso íntimo, escolher sempre as coisas de Deus e contribuir para ajudar a construir o Reino, aqui na terra.

Fiquemos todos no Amor e na Paz do Senhor!

Conducere Indica

Quer saber mais sobre os assuntos relacionados neste post?

Talk Show Conducere©: INTELLIGENT LEADERSHIP: EMPRESA COMO MÁQUINA E/OU CÉREBRO

Que tal adotar um robô para ser chefe na sua empresa?

Créditos

Texto: Valeska S. Fontana Salvador

Imagem destacada no Blog: Google Imagens

Compartilhe

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

Como ter uma empresa inteligente O que é preciso e necessário fazer para ter uma empresa inteligente? Para ter uma organização inteligente, preciso ter minimamente um processo organi...
Enxergar os sinais da mudança, não a crise, Líder ... A agitação e a incerteza que operam atualmente em nosso meio, impedem o Líder Inteligente, muitas vezes, de enxergar os sinais de mudança e de inovaçã...
Conducere Entrevista: líderes que formam gente Líderes que formam gente: isto é para vocês! Com este título, o CEO da Conducere nos chama à reflexão sobre liderança.O que é ser líder? Qual é o ...