Equilíbrio emocional como suporte para a Liderança Inteligente!7 min read

Você já parou para analisar como está o seu equilíbrio emocional, frente ao dinamismo atual? Estamos em plena Era do Conhecimento. A informação flui livremente, chegando a destinos nunca antes pensados. Você pode escrever um post e ele simplesmente viralizar ao redor do mundo. Contudo, como reagimos frente aos que têm uma opinião diferente da nossa?

Olá Líder Inteligente!

Sempre é um prazer enorme para nós estarmos com você neste espaço do Homines Formatam.

Há alguns dias, o Jocelito André Salvador nos trouxe a necessidade de sermos líderes autênticos e gostaria de adentrar um pouco mais neste tema.

 

Além disso, falamos também sobre a inovação e sobre  quanto estamos dispostos a redefinirmos nossos modelos mentais para tê-la.

Também, quero dividir com você, o quanto o desequilíbrio emocional corrompe e atrapalha a Liderança Inteligente. Por consequência, sua relação com os times inteligentes, e com a impossibilidade de construir verdadeiras Smart Companies.

Equilíbrio Emocional: como este se instala de forma suave e sutil

equilíbrio emocional

Google Imagens

Como já dito, vivemos uma era realmente interessante e motivadora – a do Conhecimento. Alguns estudiosos defendem que ela é uma evolução da sociedade da informação, trazida nos anos 1970 por Peter Drucker.

Outros já vão além e dizem que já a ultrapassamos e vivemos a era da aprendizagem. Há também quem diga que não é nada disso. Estamos mesmo na indústria 4.0 e o conhecimento e/ou a aprendizagem são apenas “braços” desta nova fase econômica.

Sem nos atermos às semânticas ou a quem tem razão, fato é que com o advento da tecnologias digitais, a informação está em constante fluxo e alcança grandes proporções.

Perceba como os fatos, acontecimentos, desastres e novidades temos à nossa disposição, 24h por dia. Você só precisa ter uma conta em alguma rede social, seguir as empresas desejadas e pronto. Você passa a ter acesso às informações que antes precisaria procurar em bibliotecas ou assinar vários periódicos para ter.

Além disso, você consegue reunir diversos pontos de vista sobre o mesmo assunto. Dessa forma, a sua construção conceitual, torna-se mais robusta e consistente. Claro que, tudo isso que estou comentando não é nenhuma novidade. Contudo, faz-se necessário construirmos juntos este raciocínio para entendermos como nosso equilíbrio emocional é afetado diariamente.

Case 1 de equilíbrio emocional

Estava verificando minha conta em uma rede social e me deparei com uma situação, que devo confessar já se tornou rotina.

Sigo uma produtora e apresentadora, defensora ferrenha da alimentação saudável, que diariamente nos brinda com receitas extraordinárias.

Seu mote é:  comermos alimentos de verdade e esquecermos os produtos industrializados e ultra processados.

Ter uma refeição balanceada, onde a base é o arroz e feijão, adicionado aos demais alimentos da nossas pirâmide nutricional (frutas, verduras, carnes, carboidratos, etc..).

Todos que assistem o programa dela e a seguem nas redes, tem essa ciência. Ela tem livros publicados sobre a alimentação dos brasileiros, além de parceria com a USP sobre este assunto.

Fato é que, quase diariamente, os seguidores dela a criticam por ela dizer que fazer massa com macarrão instantâneo, é prejudicial à saúde. Ou ainda, que você deve ler o rótulo do que compra. Caso tenha algum elemento que você não conhece, então não compre que é comida industrializada.

Longe de querer criar polêmica, mas penso que se você não concorda com as ideias dela, para que segui-la?

Continue tomando refrigerante e comendo “fast food” todos os dias. Você é adulto e sabe escolher. Escolha e assuma as consequências de suas decisões.

Porém, o seguidor além de não concordar, ainda quer que a pessoa se retrate e pare de passar essas informações que não condizem com o seu entendimento dos fatos. Isso é prepotência e arrogância, você concorda?

Case 2: continuando a falta de equilíbrio emocional e sua repercussão nas redes

Outra polêmica ocorrida sobre a falta de equilíbrio emocional, ocorreu com uma jornalista e repórter muito respeitada. Ela é negra e postou a frase do Morgan Freeman, que também é negro:

“O dia em que pararmos de nos preocupar com Consciência Negra, Amarela, ou Branca e nos preocuparmos com Consciência Humana, o racismo desaparece”. (Morgan Freeman)

As pessoas não só a insultaram, como exigiriam que ela apagasse o post, pois o consideraram racista.

Veja a que ponto chegamos. Uma jornalista negra, posta uma frase de um ator negro, sobre a consciência negra e algumas pessoas a ofendem por considerarem tal frase preconceituosa.

Estamos indo para um lado muito perigoso se continuarmos dessa maneira. Nossa Constituição Federal é muito clara ao dizer que todos somos livres para falar o que quisermos, salvo anonimato, desde que não ofenda a imagem ou a honra de outrem.

Indo nessa direção de só o que EU penso é correto, e se as outras pessoas não pensam igual a mim elas precisam se retratar e se desdizer, para que minha vontade impere, extraviamos o conceito de liberdade de pensamento, além de comunicação e democracia.

Por que apresentei estes dois cases sobre a falta de equilíbrio emocional?

equilibrio-emocional

Google Imagens

Porque nos dois exemplos, essas figuras autênticas decidiram seguir suas convicções e não fazer aquilo que os outros queriam.

No primeiro caso, a apresentadora chegou a postar: “se não gostou do que eu disse então Unfollow”.

No segundo, a jornalista escreveu: “não vou apagar!”

Não se importaram de perder seguidores, ou de agradar 100% da sua “clientela”. Optaram por dizer o que precisavam e assumir os ônus e bônus de seu posicionamento.

Perceba Caríssimo(a) Líder, em muitos momentos da sua trajetória, correntes contrárias testarão sua postura e ideias. Estar convicto do que é certo e da sua condução perante o desenvolvimento do time, a estratégia e os negócios da empresa, são primordiais.

Caso estes três pontos não estejam firmes, qualquer opinião que desabone o seu planejamento, pode vir a perturbar o seu equilíbrio emocional e com isso, prejudicar boa parte de seus planos e ações.

Ações para manter o equilíbrio emocional

Nem sempre é fácil se manter focado(a).

Veja o caso de José e Maria (Lc 2,22-40):

Eles levaram o Menino Jesus no templo, seguindo as leis instituídas, e alguém que eles nem conheciam, falou algo muito bom e muito ruim, ao mesmo tempo. Disse que o menino seria motivo de “queda e reerguimento”. “Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma”.

Eles poderiam ter perdido o equilíbrio emocional e ter ofendido o homem. Contudo, preferiram calar-se e tentar entender o que estava acontecendo e o que significavam aquelas palavras.

O que o equilíbrio emocional tem a ver com a Liderança Inteligente?

Recentemente, li uma manchete de uma revista “formadora de opiniões” que trazia o slogan de um novo padrão de liderança. Este conceito, baseava-se na personalidade de um CEO excêntrico, que não media o uso das palavras, nem a forma de se relacionar com os concorrentes.

Confesso que não li o artigo, então posso estar antecipando o julgamento. Contudo, dizer que um líder desrespeitoso com as pessoas é um padrão a ser seguido? Parece-me soar um pouco insano e para você?

Obviamente que, pessoas que o tornam líder não pensam no ser humano como o grande diferencial. Pois quem irá se motivar a receber ordens de um líder assim?! Não te soou como apenas mais um modismo?

Intelligent Leadership -mantenha seu equilíbrio emocionalAo construirmos o Intelligent Leadership (formação para líderes inteligentes), arquitetamos sua modelagem baseada em algumas premissas: empresas humanas, inovadoras, inteligentes e aprendizes.

Nosso objetivo perpassa as ideias de Peter Senge (A quinta Disciplina), Nonaka e Takeuchi (Criação do Conhecimento), Teoria U e conceitos da lifelong learning, Santa Teresa D’Ávila e São João da Cruz (a dimensão humana de Cristo e sua relação com a humanidade),

Caso você procure por fórmulas mágicas de crescer a qualquer custo, sem ética e escravizando o fator humano, certamente não encontrará sentido no nosso programa, pois essa não é nossa convicção, nem nosso propósito!

Desejo que você consiga desempenhar sua autenticidade com equilíbrio emocional, sabedoria e humanidade.

Caso queira saber mais sobre líderes aprendizes, inteligentes, humanos e inovadores, acesse aqui!

Fiquemos todos no amor de Deus, Maria e José!

Créditos

Texto: Valeska S. Fontana Salvador

Imagem em destaque no Blog: Google Imagens

Compartilhe

Outros artigos relacionados à Inteligência Corporativa:

Responsabilidade social nas empresas: inteligência... Há uma relação direta entre as Empresas Inteligentes, Humanas e Inovadoras com a responsabilidade social?Falar e "fazer" ações de responsabilidade...
Conquistas são necessárias, mas não são determinan... Conquistas são necessárias, mas não são determinantes para o sucesso do líder e da sua equipe. Às vezes precisamos calar na euforia para não se de...
Que tipo de líder você é e como é a sua liderança?... Existem várias formas de fazer com que os outros entreguem aquilo que se deseja. Cada pessoa traz em si um tipo de líder. Escolher a maneira certa de ...