Delegar é uma importante ação do Líder Inteligente!7 min read

Delegar

Olá Povo de Deus!

Sempre é um prazer estar com vocês nestas edições do Homines Formatam!

Hoje, a Igreja Católica comemora a festa dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael. A Liturgia prepara-se para evidenciar esta festa. Nós, vamos buscar o apoio do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 1,47-51, para conduzir nossa reflexão.

Sendo possível, busque essa passagem diretamente da “Fonte”, ou seja, da sua Bíblia para a leitura.

Delegar é uma atitude nobre do Líder

Uma das ações mais fáceis entre seres humanos é o diálogo e a partilha. Todavia, para algumas pessoas, parece que dividir é o mesmo que perder.

dialogar é perder ou ganhar?

Freepik.com

Pode até parecer insano, mas a lógica na mente de alguns é:

  • Sendo conhecimento poder, então ele deve ser protegido. Para delegar responsabilidades, preciso dar conhecimentos. Dando conhecimentos, o mesmo ficará exposto. Logo, devo fazer tudo sozinho(a) para que o mantenha seguro.

Neste complexo emaranhado de deduções, o indivíduo torna-se cada vez mais atribulado, ineficaz e inseguro. Caso esta pessoa seja um líder, então multiplica-se em muitas vezes o “estrago” sobre a organização, o time e a sociedade.

Para continuar nesta linha de pensamento, gostaria que analisasse o seguinte: você, realmente, tem ciência de quem é Deus?

Tirando qualquer retórica, analogia ou crença. Pense por um momento apenas o que significa essa palavra, “Deus”.

Para poder continuar, sem recorrer neste momento aos olhos da fé, veja o que o Dicionário Michaelis On-line nos diz:

O ser supremo; o espírito infinito e eterno, criador e preservador do Universo; incriado.

Princípio único e supremo da existência e da atividade universais; primeiro motor e causa primeira do devir e da ordem do mundo.(MICHAELIS, 2017)

Agora, trazendo novamente para as religiões monoteístas. Perceba que este “Ser Supremo”, desejou delegar atividades aos homens e os capacitar para que aprendessem.

Quando falamos em ambiente criativo, inovador, colaborativo, de Smart Companies, obviamente e inevitavelmente precisa haver a prática do delegar.

Você imagina que em um “ecossistema” corporativo fechado, pesado e ditatorial ou com outros adjetivos assim, possa existir criatividade, colaboração e inovação?

Olhando sobre o prisma do Evangelho de hoje, no versículo 50, Jesus diz a Natanael:

” Coisas maiores que estás tu verás”.

Como Jesus, para nós cristãos, é Deus, na Segunda Pessoa da Trindade (Filho), logo, Deus disse à Natanael que ele presenciaria coisas extraordinárias. Isto é, que seu Talk Show diário, o ajudaria a evoluir enquanto líder e ser humano.

Aprender a delegar

Você imagina que Deus ou Jesus precisam de nossa ajuda?

Com certeza não!

Todavia, por nos considerar pessoas inteligentes, Líderes Inteligentes, diariamente, solicitam que possamos transformar este mundo em um lugar melhor e com propósitos.

Talvez, alguns pensem: Não tenho tempo para isso!

Voltando à nossa dedução lógica, caso alguém esteja sobrecarregado, é muito provável que não aprendeu a delegar.

Por quê?

Cada um tem os seus motivos. Alguns já foram até mencionados aqui, como insegurança, despreparo, falta de confiança nas pessoas, apego ao poder e autoritarismo, são exemplos.

Existe um ditado antigo que diz mais ou menos assim: “pobre rei que ficou velho antes de ficar sábio!”

O foco não é a idade, mas sim a demora que aquela pessoa teve para buscar a sabedoria. No nosso contexto, delegar é um sinônimo de sabedoria!

Certamente, você já ouviu falar ou até participou de um projeto, onde se utilizou a tecnologia chamada Design Thinking, não é mesmo?

Caso já tenha tido a experiência de participar, ao desenvolver, melhorar, criar ou inovar um produto/solução, prefere que seja dessa forma, ou sozinho(a) em sua sala “quebrando a cabeça” para resolver a situação?

Ok, pode parecer confuso relacionar delegar e o design thinking. Todavia, perceba como há relação:

Delegar é: “confiar o poder a alguém”. (MICHAELIS, 2017).

Reunir pessoas com competências diferentes, com níveis hierárquicos e áreas diversas, não é empoderar este time e confiar que este fomento de ideias e trocas vai gerar a solução?

Falamos no Design Thinking, mas quase todas as tecnologias ativas e inovadoras, bem como a criação do conhecimento, e por sua vez a Inteligência Corporativa, envolvem a necessidade de delegar.

O que fazer quando não há este ambiente propício aos líderes delegarem

Jesus nos ensina com o seu exemplo. Veja o discurso que ele teve com Natanael:

  1. Elogiou a determinação de ser um autêntico israelita.
  2. Demonstrou que tinha interesse por aquele discípulo.
  3. Dialogou: ouviu e o ajudou a compreender o que estava acontecendo.
  4. Incentivou a buscar uma compreensão maior do que aquela que tinha.
  5. Considerou-o inteligente e capaz de entender o que estava por vir.
  6. Animou-o e o acolheu.

Você consegue seguir esta metodologia com a sua equipe?

Caso deseje saber mais sobre organizações dialéticas: Organização dialética, domínio pessoal e busca pela Verdade.

Conforme seguidamente o Jocelito comenta aqui na Conducere, parafraseando Kazuo Ichijo, pesquisador da Universidade de Hitotsubaschi, do núcleo de Nonaka e Takeuchi:

A tecnologia mais antiga, mais barata e mais eficaz é o diálogo. As vezes as empresas gastam milhões em softwares pelo simples fato de não conseguirem conversar. (Jocelito André Salvador).

Entretanto, fazer uma mudança na relação e na forma de conduzir o time, pode ser desastrosa caso não seja muito bem planejada.

Nós, para lhe ajudar, criamos os Talk Shows da Conducere, que possuem a seguinte metodologia:

Conheça a metodologia dos Talk Shows da Conducere

Freepik.com com alterações da Conducere

Quem sabe possamos “bater um papo” com você e seus pares, para desenvolver ainda mais a sua Smart Company?

Falando em Smart Company e Talk Show, conheça este novo produto da Conducere em parceria com a Strategy: Smart Company: porque você precisa ter uma!

Ainda, sugerimos para você a leitura: Smart Business: tenha um ou dê adeus ao seu negócio!

Um extra para hoje

Como já dissemos, hoje lembramos dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael.

Veja que apesar de Deus ser Onipresente, Onisciente e Onipotente, Ele pede ajuda aos homens e aos anjos. Que bela forma de delegar, concorda?

Para que conheça um pouquinho sobre estes três “ajudantes”:

Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael

Google Imagens

Miguel, que significa “Ninguém é como Deus”, ou “Semelhança de Deus” é considerado o Príncipe guardião e guerreiro, Defensor do trono celeste e do povo de Deus. Fiel escudeiro do Pai Eterno, chefe supremo do exército celeste e dos anjos fiéis a Deus. Miguel é o arcanjo da justiça e do arrependimento, padroeiro da Igreja Católica. É citado três vezes na Sagrada Escritura. O seu culto é um dos mais antigos da Igreja.

Gabriel, seu nome significa “Deus é meu protetor” ou “Homem de Deus” . É o Arcanjo anunciador por excelência das revelações de Deus e é, talvez, aquele que esteve perto de Jesus na agonia entre as oliveiras. Padroeiro da diplomacia, dos trabalhadores dos correios e dos operadores dos telefones. Comumente está associado a uma trombeta, indicando que é aquele que transmite a Voz de Deus, o portador das notícias. Foi ele quem fez o maior anúncio da história: a encarnação do Filho de Deus.

Rafael, cujo significado é “Deus te cura” ou “Cura de Deus” ou teve a função de acompanhar o jovem Tobias, no Antigo Testamento, em sua viagem, como seu segurança e guia. Foi o único que habitou entre nós. Guardião da saúde e da cura física e espiritual, é considerado também o chefe da ordem das virtudes. É o padroeiro dos cegos, médicos, sacerdotes e, também, dos viajantes, soldados e escoteiros.

Fonte: http://www.catolicoorante.com.br/santo_do_dia.php

Fiquem no amor de Deus e até a próxima edição!

Créditos

Texto: Valeska S. Fontana Salvador

Imagem em destaque no Blog: Freepik.com

Compartilhe

Veja outros post relacionados a Aprendizagem, Conhecimento e Inovação:

As pessoas não aprendem ou os métodos de aprendiza... Será que são as pessoas que não aprendem ou serão os nossos métodos de aprendizagem inadequados para educá-las?Olá Povo de Deus!Prazer, re...
Precisamos de pensamento sistêmico para inovar nos... O pensamento sistêmico é uma das grandes fontes para a inovação nas organizações. Através dele há um processo legítimo de aprendizagem continuada....
Liderança inteligente e resiliente Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos.Sede, portanto, prudentes como as serpent...