3º Domingo da Quaresma: a casa de Deus não é lugar de comércio5 min read

A casa de Deus não é lugar de comércio nos alerta Jesus. Contudo, devemos ir mais fundo nestas palavras. Nós somos a casa de Deus, o Espírito Santo habita em nós. Cuidemos dessa casa de Deus e não a tornemos um lugar de comércio!

Oração

Somos reunidos pelo Senhor em sua casa para que realizemos nossa ação de graças, acolhamos seus mandamentos e busquemos neles luzes para a caminhada cristã rumo à Páscoa. Em Cristo crucificado e ressuscitado firmemos nosso encontro com o Deus da vida.

1ª Leitura: Êxodo 20,1-17

Naqueles dias, 1 Deus pronunciou todas estas palavras:

2 “Eu sou o Senhor teu Deus que te tirou do Egito, da casa da escravidão.

3 Não terás outros deuses além de mim.

4 Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que existe em cima, nos céus, ou embaixo, na terra, ou do que existe nas águas, debaixo da terra.

5 Não te prostrarás diante desses deuses nem lhes prestarás culto, pois eu sou o Senhor teu Deus, um Deus ciumento. Castigo a culpa dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração dos que me odeiam, 6 mas uso da misericórdia por mil gerações com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.

Os X Mandamentos de Deus

7 Não pronunciarás o nome do Senhor teu Deus em vão, porque o Senhor não deixará sem castigo quem pronunciar seu nome em vão. 8 Lembra-te de santificar o dia de sábado.

9 Trabalharás durante seis dias e farás todos os teus trabalhos, 10 mas o sétimo dia é sábado dedicado ao Senhor teu Deus. Não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu gado, nem o estrangeiro que vive em tuas cidades.

11 Porque o Senhor fez em seis dias o céu, a terra e o mar e tudo o que eles contêm; mas no sétimo dia descansou. Por isso o Senhor abençoou o dia do sábado e o santificou.

12 Honra teu pai e tua mãe, para que vivas longos anos na terra que o Senhor teu Deus te dará.

13 Não matarás. 14 Não cometerás adultério. 15 Não furtarás.

16 Não levantarás falso testemunho contra o teu próximo.

17 Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu boi, nem seu jumento, nem coisa alguma que lhe pertença”.

– Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 18(19)

Senhor, tens palavras de vida eterna.

  1. A lei do Senhor Deus é perfeita, / conforto para a alma! / O testemunho do Senhor é fiel, / sabedoria dos humildes. – R.
  2. Os preceitos do Senhor são precisos, / alegria ao coração. / O mandamento do Senhor é brilhante, / para os olhos é uma luz. – R.
  3. É puro o temor do Senhor, / imutável para sempre. / Os julgamentos do Senhor são corretos / e justos igualmente. – R.
  4. Mais desejáveis do que o ouro são eles, / do que o ouro refinado. / Suas palavras são mais doces que o mel, / que o mel que sai dos favos. – R.

2ª Leitura: 1 Coríntios 1,22-25

Irmãos, 22 os judeus pedem sinais milagrosos, os gregos procuram sabedoria; 23 nós, porém, pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e insensatez para os pagãos.

24 Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, esse Cristo é poder de Deus e sabedoria de Deus. 25

Pois o que é dito insensatez de Deus é mais sábio do que os homens, e o que é dito fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. – Palavra do Senhor.

Evangelho: João 2,13-25

13 Estava próxima a Páscoa dos judeus e Jesus subiu a Jerusalém.

14 No templo, encontrou os vendedores de bois, ovelhas e pombas e os cambistas que estavam aí sentados.

15 Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas. 16 E disse aos que vendiam pombas: “Tirai isso daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!”

17 Seus discípulos lembraram-se, mais tarde, que a Escritura diz: “O zelo por tua casa me consumirá”.

18 Então os judeus perguntaram a Jesus: “Que sinal nos mostras para agir assim?”

19 Ele respondeu: “Destruí este templo, e em três dias eu o levantarei”.

20 Os judeus disseram: “Quarenta e seis anos foram precisos para a construção deste santuário e tu o levantarás em três dias?”

21 Mas Jesus estava falando do templo do seu corpo.

22 Quando Jesus ressuscitou, os discípulos lembraram-se do que ele tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra dele.

23 Jesus estava em Jerusalém durante a festa da Páscoa. Vendo os sinais que realizava, muitos creram no seu nome.

24 Mas Jesus não lhes dava crédito, pois ele conhecia a todos; 25 e não precisava do testemunho de ninguém acerca do ser humano, porque ele conhecia o homem por dentro. – Palavra da salvação.

Homilia Frei Claudiano, OCD – A casa de Deus não é lugar de comércio!

Créditos

Leituras: http://catolicoorante.com.br/liturgia/04032018.html

Imagem em destaque no Blog: Google Imagens